anedota da culpa

tanta destreza em se perder pela madrugada

e deus não teve piedade dos notívagos que despertam cedo

e deus não derramou sua misericórdia sobre os fadados à loucura da dependência química

e toda forma que há padece na bipolaridade

o diabo sorri e sabe a hora certa de lhe tentar

a história verdadeira dos nossos dias no deserto ninguém sabe contar

ninguém quer se comprometer e se responsabilizar pelo fruto proibido

e a serpente sábia e entediada leva a culpa pelo coito não interrompido que gerou nossas míseras vidas de pequenas vitórias irrelevantes no plano maior

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s