publicando falácias

crescer na escuridão

me fez enxergar melhor

quando é noite densa

sofrer por antecipação

me fez ver o amor

sem chance de recompensa

escrever sem métrica

me fez anarquizar

sua soberba poesia

a perda empírica

me fez parar de sonhar

e de criar alegoria

pois tudo

agora

é

imperfeito

confuso

e

descabido

o santo é corrupto

e o poeta

nem consegue

mais

ser

maldito

entranhas

de quem pensa

além do supercílio

além da aurora

além de outrora

façanha

hoje

é

estar

vivo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s