L’avventura di Natalia

vendo todas as desventuras do tempo em que éramos juntos em hecatombe
me sinto procurando versos de amor em músicas do Cannibal Corpse
meu mamoeiro não dá frutos enquanto meus cactos imploram por água
e eu sinceramente vou te amar pelo tempo que me arrastará ao fim
mas sou linha de frente quando o assunto é a cólera ressentida
vou seguindo sem flores como leão pacífico cultivando câncer
minha geração que lambe a carniça dos seus antecessores
e a falta de esperança é a única postura sensata e verossímil
pelo tempo no qual as trepadeiras invadem nossa realidade
fazendo nossas vontades serem apenas anestesia e covardia


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s