cumprindo meu papel de errado

Você ainda se recorda da nossa viagem de ácido para Atlanta?

Das brincadeiras com rimas improvisadas aproveitando o THC antes de dormir?

Das leituras em voz alta de Schopenhauer imitando personalidades?

Da mútua aversão nos dias de tenebrosa ressaca?

De fechar botecos estilo copo sujo com o violão em riste fazendo arruaça?

Do veneno que aplicamos um no outro naquela madrugada sombria?

Dos livros que mentimos que lemos e de nos fingirmos de burros para servir de escada um para o outro?

Você lembra o quanto custou tudo isso?

Agora… nenhuma recordação faz sentido. Não nos respeitamos e a lembrança juntos é como limão e sal na ferida que tomamos junto com tequila esperando que tudo se apague para sempre.

Um comentário em “cumprindo meu papel de errado”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s