incompatíveis

você
olha
para cima
buscando
segurança
focando
na
positividade
na gratidão
e
quer viver
a magia
do perdão
colorindo
o mundo
com as
cores
do
arco-íris
tentando
ver bondade
nas ações
das
pessoas

eu
olho
para baixo
já encaro
a penumbra
o precipício
a cólera
a insegurança
o egoísmo
travestido
de filantropia
considero
o mundo
com olhos
monocromáticos

não estamos
errados
só não
somos
iguais

somos
os
extremos
da
decadência
e da total
ausência
de
sentido
em busca
de qualquer
trocado
semântico

e quando
o universo
lhe derruba
e você cai
no vale
sinistro
do meu
fosso
sorumbático
você
quer
desaparecer

e quando
o universo
me joga
para a
luz
opaca
da sua
esfera
angelical
eu
surto
em
incontáveis
devaneios
de
loucura
e
pretensão

não
não estamos
errados
mas ficamos
desiguais




Um comentário em “incompatíveis”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s