potro manco

o bardo anarquista é uma postura emocional em relação ao mundo inteiro;

canto, danço, perco, refugo, refaço, recrio e me retiro;

outrora amava seu olhar horizontalizando seu desejo de não ser comigo um estado;

mas o nefasto diagrama do tempo fez eu me deslocar para bem longe do seu desagrado;

se pueris as maledicências que fazem progresso nos meus dedos;

é só porque hoje eu durmo tarde e amanhã acordo cedo;

no hábito que reitera a inanição de afeto;

hoje não tenho lar, apesar de ter um teto.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s