amálgama

cortei minha orelha
para te mostrar
que eu não
suporto
a dor
te
perder

cortei meus pulsos
para te provar
que eu não
sangro
até
você
voltar

cortei meus contatos
para te evidenciar
que eu não
quero
nada
além
de ser
teu

enfim
te cortei
da minha vida
encarei
a dor
de te
perder
e
nunca mais
quero
voltar
ao
desespero
de
ser
teu
poeta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s